Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sobre os piropos

por pedrop, em 03.09.13

Através do Gonçalo Sousa no Twitter, chego a um post que sintetiza tudo o que é preciso ter em conta na discussão sobre os "piropos". De leitura indispensável, aqui fica um pedaço:

"Pergunto-me porque é que algumas pessoas (por cuja seriedade na discussão de ideias tenho, e mantenho, o maior apreço) estão a bagatelizar e a ridicularizar este tema, perguntando "que mal tem fazer um elogio a uma desconhecida?" como se fizessem questão de ignorar que o que está em causa são atitudes de intimidação das mulheres. Mais: a que propósito se tenta deslocar a questão para um eventual problema que as mulheres terão com o seu próprio corpo, ou para os guetos ideológicos (serão marxistas compulsivas...), e sabe-se lá que mais?

Também não percebo porque é que, em nome do feminismo, se afirma que este é um problema que cada mulher saberá resolver, e que fazer dele tema de debate chega a ser ofensivo para as mulheres. Equiparo estes ataques aos das frases racistas e homofóbicas - porque é que não havia de ser um problema tematizado pela sociedade? E alguém se lembraria de dizer que uma frase racista largada na rua contra uma pessoa de pele escura é um problema que aquela pessoa tem de saber resolver sozinha, ou ignorando, ou metendo o agressor na ordem, nem que seja com uma bofetada? Vá, não brinquem comigo."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02