Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Conselho para a actuação política

por pedrop, em 13.09.13

Paulo Ferreira da Cunha (Teoria da Constituição, 2002, p.141, a propósito de Locke e a revolução inglesa):

 

O mito do intelectual, passeando aéreo sobre acolchoadas nuvens, é ilusão, e os séculos XVII e XVIII mostram, mesmo antes de Gramsci, como o poder cultural é a grande mola de captação e revolucionação dos espíritos, tarefa indispensável e prévia à tomada do poder que não se queira simplesmente ancorado na força.

Lembra também outra coisa: qualquer pensamento é sempre dependente do tempo e do espaço (o ambiente), dos interesses e da psicologia individual. São ambas ideias fundamentais que me parecem ser tão frequentemente esquecidas quanto merecedoras de reflexão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:29