Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A negação da economia

por pedrop, em 17.03.15

O problema da austeridade não é, ao contrário do que acha alguma esquerda, excesso de "economicismo", mas sim falta de racionalidade económica. Um exemplo disso é o relatório da missão do FMI em Portugal. Tendo percebido que a receita aplicada gerou uma crise e negou os efeitos pretendidos, devia fazer uma ato de contrição. De resto, é isso que tem feito ao longo dos últimos anos o próprio departamento de pesquisa do Fundo - que, infelizmente, pouco ou nada decide. Como de resto acontece no contexto europeu, as orientações adotadas são essecialmente políticas, de equilíbrio de interesses. É por isso que, mesmo com uma receita falhada, a missão do FMI em Portugal não só não pede desculpa como propõe renovar a solução, agora aproveitando a margem de crescimento deste ano para introduzir mais austeridade. É indecente, mas não é por causa duma obsessão de economia e finanças - é pela rejeição do conhecimento consolidado nesta crise sobre economia e finanças. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:22