Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O tabu

por pedrop, em 12.03.14

A reestruturação da dívida é o novo tabu de Cavaco Silva: negado até ao limite, apesar de inevitável, em qualquer das muitas formas que possa assumir, desde a euromutualização ao haircut. "Toda a gente sabe que a dívida é impagável, mas não se pode falar da sua reestruturação. (...) Futuramente, em vez de se falar da reestruturação da dívida, falar-se-á da medida cujo nome não pode ser pronunciado. Resta saber por quanto tempo"(Menezes Leitão). Entretanto, o tabu teve um custo - o da transferência de risco para os bancos nacionais, que foi operada com sucesso.

O tabu é tanto menos compreensível quanto maior o número de portugueses que, numa primeira impressão, apoiam a reestruturação da dívida. São 68%, segundo um inquérito de 2012, de André Freire. O consenso nacional é um pouco diferente daquele que PR e Governo gostariam de ter.

(CDU; BE; PS; PSD; CDS; sem identificação com qualquer dessas forças; total)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27