Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma boa notícia...

por pedrop, em 02.03.15

... desde que seja para todos (o que tenho dúvidas):

"The European Commission granted France until 2017 to bring its budget deficit below the EU limit of 3 percent of GDP after Paris missed an already extended 2015 deadline."

Por ora, o critério é discriminador: França, Itália e Bélgica são favorecidas face a Portugal, Grécia e Espanha - ao mesmo tempo que se faz vista grossa a unss, continua a exigir-se mais e mais consolidação aos outros. Mas também é preciso recordar que, mesmo aí, a Comissão está a esticar as possibilidades para lá do quadro normativo vigente, o que significa que isto é temporário e precário. E a flexibilidade vem a troco das reformas estruturais, que normalmente significam projetos de redução das funções do estado.

Além disso, são estes défices que estão a cobrir os desequilíbrios económicos entre os estados da União, e que a falta de crescimento económico prejudica a consolidação orçamental. A voz lúcida vem... do Syriza. Como diz um eurodeputado, em reação a esta notícia: "Instead of having a selective tolerance toward the offenders, the problem should be addressed with a change to the rules [...] Europe needs growth, not stagnation".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:34